Alergia de contato, o susto!

Alergia de contato ou dermatite de contato, foi isto que aconteceu ao meu pequenote ontem à tarde.

Isto da alergia de contato é uma novidade para mim.

O mais velho é alérgico aos mosquitos, e só!
O mais novo fez 1 ano em Fevereiro, por isso andamos nas fases da descobertas, e a alergia de contato foi uma delas.



Quando toca o telemóvel e no ecran vejo “escola”, durante breves segundos imagino mil coisas más!
Efetivamente até atender o telemóvel tenho uma imaginação muito fértil.

Ontem foi da escolinha, o Dilan tinha o lado esquerdo do tronco e o braço todo vermelho, um vermelho muito forte.
A febre era de 38,5!

Sou uma mamã muito descontraída e desenrascada, assumo!
Se ele tivesse só febre, eu vinha para casa e tomava as rédeas do assunto, mas como não era só isso, abalei para o hospital.

Assim que cheguei, apesar de estarem várias crianças, fui logo chamada à triagem e dali não mais saí.
Pulseira laranja e de imediato para a pediatria.
39 de febre e o lado esquerdo do corpo (tronco e braço) muito vermelhos, tipo queimadura e estavam a ferver.

O Dilan não se queixava, a não ser alguma impertinência.
O que preocupou os pediatras foi o facto de ser só de um lado.

Fizeram então uma série de despistes com medicação, quando a febre baixasse ele teria de comer para vermos se tolerava e conforme tudo isto corresse, inclusive o vermelhão acalmar, ou não, poderia ter de ficar internado.
De momento, estava em observação nas próximas 3 horas…

A febre começou a baixar 1 hora e meia depois, comeu e tudo bem! E o vermelho do braço apaziguou.

Por tudo isto ter acontecido, o diagnóstico foi simples: alergia de contato.

A alergia ou dermatite de contato (ou ainda dermatite alérgica), é, como o próprio nome indica, uma inflamação da pele que ocorre quando a mesma entra em contato com uma substância que causa alergia ou irritação.

O médico falou numa planta, num bichinho, algo na roupa, algum sítio onde se encostou, enfim, há imensas possibilidades.

Tivemos alta e viemos para casa, fazendo 5 gotas de Xyzal (anti histamínico) a cada 12 horas durante 5 dias.

Agora é vigiar, ver se não há febre ou sintomas estranhos, e se o vermelho vai desaparecendo.

O menino continua a comer lindamente, a noite foi uma maravilha, e quero acreditar que não passou de um susto!

Não posso deixar de agradecer às urgências pediátricas do Centro Hospitalar do Barlavento em Portimão.

Em 6 anos de filhos, de todas as vezes que precisei, foram sempre incansáveis, raramente espero eternidades e adoro toda a equipa.

Por vezes ouço outro tipo de relato, mas a verdade é que, no meu caso, não tenho qualquer razão de queixa.

Ontem, mais uma vez, não podia ter sido melhor. Todos os profissionais de saúde muito atentos, simpáticos e carinhosos com o miúdo.

E o mais importante, resolveram tudo num ápice.
3 pediatras viram o Dilan, o que se pode querer mais?

Todos queriam ter certezas e nada paga este cuidado para com os nossos filhos, não acham?

Eu estive sempre positiva, acreditei sempre que não seria mais que uma alergia, mas confesso que quando vi o “aparato” inicial, assustei-me.

O que interessa é que está tudo bem, e hoje o pequenote está super bem disposto, comilão e brincalhão!

Obrigada a todos os poupadinhos do fundo do coração! Tanto carinho, tanta preocupação com o meu menino.
Já está tudo bem, muito obrigada são umas queridas e uns queridos 🙂 foi um conforto ler tantas mensagens carinhosas.

Se algum dia repararem em sintomas parecidos, mesmo em adultos, já sabem que pode tratar-se então de uma dermatite de contato.
Devem, nesse caso, consultar um médico.

Se gostaram deste artigo, também vão gostar deste.

A pulseira laranja
alergia de contato
O gabinete 2 de pediatria
As urgências pediátricas têm bonecos em todos os espaços possíveis, foi a grande distração do bebé durante as horas que lá estivemos
alergia de contato
À saída também há pinturas que os miúdos adoram!

Relacionados

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *