Hábitos Financeiros de Sucesso

Para ter sucesso a nível financeiro é, primeiramente, necessário saber exatamente quanto entra e quanto sai no seu orçamento mensal.

Parece algo simples, e na realidade é, mas existem ainda muitas pessoas que ainda não conseguem alcançar esta etapa.

Sigam-me no INSTAGRAM onde dou dicas diárias e em primeira mão em mini-vídeos muito práticos! Vão adorar!
E agora seguimos para as dicas de como alcançar a meta de sucesso a nível financeiro:

Eu deixo como sugestão uma tabela de excel onde aponta tudo o que entra e sai.
Pode dar um pouco de trabalho no início, mas depois de uns meses a coisa será automática.
E com esta tabela será muito mais fácil ver (com olhos de ver) onde está a gastar e no que pode cortar.

Em resumo, é preciso controlar as suas finanças e não as suas finanças controlarem a si.

Algo que também é óbvio para uns mas não para outros é tentar ter o máximo de contas a débito direto e pagar apenas se tem o valor para o pagar.
Digo sempre isto, evite créditos e mesmo se usar cartões de crédito (como por exemplo para compras online), faça com que o cartão seja pago logo a 100% no mês seguinte para não acumular juros ou outras despesas desnecessárias.

Outra dica que aconselho vivamente é saber distinguir entre: Só porque posso comprar algo não significa que devo comprar.
Antes de comprar algo pense: “Preciso mesmo? Vou usar? Quantas vezes vou usar? Preciso agora ou posso esperar pelos saldos?” Estas são questões importantes que deve ter sempre em mente.

Se a resposta for não, que vai usar pouco ou que é algo que pode esperar, não compre!
Em vez disso, guarde e/ou poupe esse valor que iria gastar desnecessariamente. Aliás, é sempre prudente ter um fundo de emergência para situações pontuais e que não estava a contar, pois nunca sabemos o dia de amanhã.

E para terminar, o último hábito financeiro para ter sucesso é:
Não deixe o dinheiro controlar a sua felicidade.
Por vezes as melhores coisas da vida são experiências a custo zero e no final do dia, de nada vale o dinheiro se não fomos felizes.

Se gostaram deste artigo também vão adorar ESTE.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *