Como ter o crédito habitação mais barato?

Como ter o crédito habitação mais barato?

É uma pergunta que me fazem quase diariamente!
Estratégias e dicas de poupança são muitas, e vocês sabem que não as faltam no blog!
No entanto, sabem também que umas exigem-nos grandes sacrifícios.
Outras exigem apenas que se conheça algumas regras simples e alguma atenção.

E agora a pergunta que se impõe:
Querem saber como ter um crédito habitação mais barato, quer seja a compra de casa quer já tenha um crédito em curso?

Então vamos lá saber o que se passa no crédito habitação em Portugal?

Como sabem, nos últimos anos temos assistido a uma guerra comercial na banca.
Com isto, vemos os spreads a cair todos os meses.
De facto, a banca está focada em aumentar o crédito habitação pelo que temos
de aproveitar este contexto para poupar dinheiro.

Tenham em mente que há 1 ou 2 anos os spreads praticados no crédito habitação eram duas a três vezes maiores do que os spreads praticados hoje em dia.
É verdade.
Se há 2 anos os spreads andavam na casa dos 3%, hoje é fácil contratar um crédito com uma taxa próxima de 1%.

Primeiro alerta:
Se vão comprar casa, tenham em mente que terão de dispor de pelo menos 10% do valor da aquisição para dar de entrada.
Os bancos estão proibidos de conceder um crédito de 100% do valor da aquisição,
exceto nos casos da compra de imóveis da banca.

Sugiro ainda que:

  • Analisem diferentes alternativas, tendo em mente que existem bancos com diversos perfis de cliente, que têm ofertas distintas;
  • Tenham atenção a todos os custos, desde o spread às comissões e aos seguros.
    Estes custos são contemplados na TAEG que é o único fator que deverão considerar
    para comparar preços;
  • Vejam qual o valor máximo que podem pedir no vosso crédito habitação, tendo em conta os vossos rendimentos e as características do crédito
  • Simulem o  processo e garantam que têm espaço no orçamento familiar para suportar a prestação atual e a prestação no caso de as taxas de juro subirem.
  • Recorram a um intermediário de crédito e certifiquem-se que está registado junto do Banco de Portugal.
E se eu já tiver um crédito habitação?

Se já têm um crédito habitação deverão portanto procurar fazer algumas contas para perceber se se justifica uma mudança do crédito ou recorrer ao crédito consolidado caso tenham outros crédito além deste.
Juntando vários créditos numa só prestação tem salvo a vida financeira de muita gente! O valor pago no final do mês pode reduzir até 60% e consegui uma simulação grátis para vocês, façam AQUI

Ainda para quem já tem o crédito habitação, considerem então:
  • Spread – Atualmente é possível fazer um crédito habitação com taxas muito próximas de 1%. Assim, devem conhecer o spread atual;
  • Seguros – Dependendo dos bancos, é possível que se poupe muito dinheiro transferindo o crédito para um banco que permita fazer os seguros numa seguradora especializada.
    Mesmo que o spread seja ligeiramente superior, a diferença no custo do seguro de vida justifica claramente a mudança.
  • Peçam ajuda para todas as burocracias – A mudança de crédito exige muitas burocracias e pode ter alguns custos.
    Assim, pode justificar recorrer a um intermediário de crédito que vos apoie em todo o processo e que consiga condições mais vantajosas.
Então quais são os próximos passos?

Para saberem quanto podem poupar com o vosso crédito habitação sugiro que preencham o simulador de crédito habitação e que saibam qual o spread que irão pagar no crédito.
Não se esqueçam que este serviço é grátis e tem um alto valor acrescentado.
Experimentar não custa.

Relacionados

1 thought on “Como ter o crédito habitação mais barato?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *