Fogões Gás vs. Fogões Elétricos: O que é realmente mais eficiente?

Quando estamos a preparar o nosso ensopado ou outro prato qualquer, economizar dinheiro e energia não é provavelmente a primeira coisa que nos vem à cabeça. No entanto, podemos economizar dinheiro sempre que  cozinhamos se tivermos um fogão com eficiência energética.

A verdade é que podemos fazer uma comparação no ato da compra numa loja local de eletrodomésticos, mas olhar apenas para o preço não nos diz o quanto vamos acabar por pagar a longo prazo.

Tanto os fogões a gás como os elétricos estão essencialmente na mesma faixa em termos de preço, dependendo da marca e modelo.

Quando usamos um fogão a gás, o gás natural entra no fogão do suprimento de gás principal para a sua casa. É levado para a boca, onde combina com o ar dentro de um tubo misturador. Como essa mistura de gás e ar é libertada através de furos na boca do fogão, ela mistura-se com ainda mais ar.
O sistema de ignição acende a mistura gás-ar, criando a famosa chama azul. Ao girar o botão de controlo da boca, nós controlamos exatamente quanto gás a atinge.
Quanto mais alto girarmos, mais gás é libertado.

Fogões a gás contêm um dos dois tipos de sistemas de ignição: uma luz piloto ou um sistema de ignição eletrónica. Uma luz piloto é uma chama azul que queima constantemente.
Como está sempre ligado, uma luz piloto usa muito mais gás do que um sistema de ignição eletrónica. Um sistema de ignição eletrónica cria uma faísca (aquele clique que se ouve) somente quando a boca liga.

Quando usamos um fogão elétrico, a eletricidade chega a um fio dentro das bobinas do fogão. Os fogões de topo lisos, conhecidos como os de indução têm uma bobina interna que fica por baixo da superfície de cozedura. Quando ligamos o botão no fogão, a eletricidade flui para a bobina e aquece o metal. Quanto mais clica no botão, mais eletricidade flui para a boca e mais quente fica – mas o controlo não é tão preciso quanto ao do fogão a gás.

Explicado como cada fogão funciona, o claro vencedor é o fogão a gás. Um fogão a gás custará menos da metade para operar (desde que tenha uma ignição eletrónica – não uma luz piloto).

Fogões a gás também são vencedores no que se trata de facilidade de uso. Embora os fogões elétricos às vezes aqueçam mais rapidamente do que o gás, os cozinheiros podem controlar o nível de calor com mais rapidez e facilidade com um fogão a gás, girando a chama para cima ou para baixo. Além disso, as bocas de fogão elétricos tendem a manter o calor por mais tempo, então se deixar uma panela no fogão, ele pode continuar a cozinhar e eventualmente queimar – mesmo se tiver desligado o fogo.

Fogões a gás e elétricos podem ser relativamente similares em preço, mas a eficiência energética do fogão a gás típico economizará dinheiro para os consumidores a longo prazo.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *