A Poupadinha é amiga #6 – Tralhas que tem de se ver livre

Poupe espaço e ganhe tempo quando precisa. Isto é tão real como o dia nascer todas manhãs, a nossa casa está cheia de tralhas, e o pior é que não nos conseguimos livrar delas, ou achamos sempre que podemos vir a precisar um dia.

Pode ser também porque têm um valor sentimental, quando na verdade ocupam espaço, atrapalham-nos a vida quando precisamos de algo realmente importante e a arrumação fica altamente afetada, porque coisas que não precisamos continuam a fazer parte do nosso dia-a-dia.

Deixo-vos algumas sugestões de objetos que me ocupam a casa e tenho alguma dificuldade em pô-los a mexer, mas de vez em quando faço a limpeza:

Revistas
Tenho a mania de comprar revistas com a capa bonita, ou com assuntos que me interessam muito.
Depois é um terror conseguir jogá-las fora, gosto delas, gosto de ver o porta revistas cheio, revistas com artigos que me apaixonaram e ensinaram alguma coisa.
Mas não, este é o tipo de coisa que não deve ocupar prateleiras, gavetas ou espaços no chão, fiquem com as suficientes para o porta-revistas estar composto, e o resto é ler e jogar fora.
Podem levar para o centro de saúde da vossa zona, ou para algum salão de cabeleireiro, é o tipo de local que pede sempre umas revistas a mais;

Almofadas de decoração
Tão lindas que elas são, tanto espaço que ocupam, e pouca serventia têm.
Tive anos para me livrar de umas 6 que estavam no quarto, era suposto pô-las na cama todos os dias, mas não tinha paciência.
Enfiei-as no roupeiro, não foram usadas durante anos, mas estavam lá, não conseguia dar-lhes fim, até ao dia que tomei coragem, oferecia-as a uma amiga que gosta de colecionar tralha (Oh Z. este artigo é para ti, pára já com isso) e ganhei espaço para os jogos de lençóis; 

– Tupperwares sem tampa e vice-versa
Este é um mistério que anda de mãos dadas com os pares de meias que desaparecem…
Onde vão parar as tampas dos nossos tupperwares?
Usar um tupperware sem tampa, em casa não é de todo impossível (há película aderente ou papel de alumínio), mas para levar para o trabalho ou para transportar algo, não serve.
Já as tampas sem tupperwares não têm qualquer uso!
Ponha tudo a mexer e organize o armário graças a isso;

– Objetos de decoração
Sabem aquela estatueta que já não tem nada a ver com vocês?
E o castiçal que já compraram há 10 anos e nem sequer fica bem com a mobília nova?
É isso mesmo, objetos de decoração que não gosta assim tanto, ou que não têm qualquer significado, livre-se deles;

– Eletrodomésticos que não usa
Confesso! Tenho um grelhador que nunca uso, tenho uma máquina de fazer Waffles, e tenho uma máquina de fazer Cake Pops, quando terminar de escrever este artigo, fica aqui a promessa que os vou doar, afinal de contas nunca os uso, acho sempre que sim, um dia posso precisar, mas não, se nunca precisei em 5 anos, não há-de ser agora.
Outra coisa que fiz em relação a eletrodomésticos, quando comprei a Bimby, casualmente a minha irmã estava a comprar casa, agarrei em todos os eletrodomésticos que a Bimby substitui e ofereci à mana, levou picadora, varinha mágica, liquidificadora, máquina de fazer sumos, batedeira e passevit elétrico, ganhei praticamente um armário novo para arrumação;

– Aparelhos antigos – Acreditam que até há um ano atrás ainda tinha o meu VHS? Sim, ele funcionava, e as cassetes também cá estavam, como devem calcular ocupava muito espaço, e não sei porque carga de água (e eu tinha consciência que isso não voltaria a acontecer) pensava que talvez um dia ía ver algo transmitido no vídeo novamente. Também têm um VHS em casa? Um Walkman? Um rádio? Nunca usam? Façam como eu, no OLX ou Custo Justo vende-se num instante;

– Têxteis e pijamas velhos  – Tudo tem um ciclo de vida, os têxteis e pijamas não são diferentes! Toalhas de banho gastam-se, toalhas de mesa envelhecem, lençóis desbotam, pijamas perdem elastecidade, alguns destes artigos estragam-se, e outros há que nem sequer os usamos simplesmente porque já não gostamos, ou temos os nossos preferidos. Podem dar, doar ou podem entregar na H&M e ganhar 5€ em vales por cada saco cheio entregue (podem ver detalhes AQUI);

– Chávenas e copos – É uma mania que tenho. Chávenas e copos é coisa que me estão sempre a oferecer, sou uma apaixonada confessa por canecas e chávenas, mas às páginas tantas já não existe mais espaço para guardar tantas, e vai daí de ano a ano, faço uma revisão a todas as chávenas, copos e canecas cá de casa, o que está lascado ou sem asa para segurar vai diretamente para o lixo, ganho sempre imenso espaço com esta decisão;

Presentes que não deram uso – Adoro dar e receber presentes, mas convenhamos que, por muito amor que haja, na hora de escolher uma prenda para alguém que nos é querido, nem sempre acertamos na mosca, razão pela qual vos digo que não há problema nenhum em se livrarem de um presente ao qual não vão dar qualquer uso. 

Brinquedos estragados – Se têm filhos, sabem que volta e meia lá se vai parte um brinquedo, ou deixa de funcionar. De 6 em 6 meses, juntem-se com os vossos filhos e vejam, em conjunto, aquilo com que eles já não brincam e vejam também o que está realmente estragado. Das escolhas retirem o que está em bom estado e leve para uma instituição, vai fazer alguém muito feliz.

E por aí? Também são acumuladores de tralhas que mal usam? Contem-me tudo 🙂   

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *