Poupar a congelar

Poupar a congelar, porque no congelar é que está o ganho!

Tem dias atarefados, gosta de aproveitar promoções e é uma pessoa muito prática
Então está a faltar-lhe uma coisa: Congelar!

É verdade, cada vez mais se recorre à congelação como forma de poupança de tempo e dinheiro.
Carne, peixe, legumes, fruta, tudo isto e muito mais pode ser congelado, mas existem dicas para fazê-lo de forma organizada e consequentemente poupar muito dinheiro.
Aqui ficam algumas dicas.

5 DICAS PARA POUPAR COM A CONGELAÇÃO

1. Para começar, verifique a quantidade de alimentos que, por hábito, tem em congeladores, se costuma ter pouca coisa, está na hora de começar a dar melhor uso a esta ferramenta, nomeadamente congelar refeições que sobraram (frescas porque o descongelado não deve voltar a ser congelado), ou alimentos que tem em excesso e sabe, em antemão, que o mais provável é que se estraguem;

2. Se tem uma arca, ou um congelador maior, faça uso disso!
Uma dica fenomenal é fazer stock, ou seja, imagine que num determinado dia a carne de porco está com uma excelente promoção, deve aproveitar esta promoção e utilizar a sua arca/congelador para fazer stock de carne de porco.
Com isto, comprou a carne barata, tem carne para os próximos tempos e quando lhe apetecer comer carne de porco não terá que sair de casa, gastar combustível e comprar a carne a preço normal, na verdade terá tudo à mão de semear e a preço promocional;

 

3. Coloque o tipo de alimento por gaveta ou divisória.
Legumes numa, peixe noutra e carne noutra, esta organização permitirá uma melhor gestão de stock congelado, logo estará a poupar;

4. Organize a sua arca/congelador usando para isso uma tabela onde terá todos os alimentos congelados e as devidas quantidades.
Esta tabela permitirá ver o que tem lá dentro, sem ter que abrir a porta do frigorífico (logo, poupa energia), tendo as gavetas organizadas, após decidir o que quer fazer para a sua refeição, vai, sem mais demoras, directamente à gaveta correta;

5. Cozinhe certos alimentos em grande quantidade, e assim congelará refeições prontas para aqueles dias mais atarefados.
Se hoje ía fazer um esparguete à bolonhesa, faça logo uma maior quantidade de carne, congele o excesso para qualquer prato de bolonhesa noutra altura, ou aproveite ainda para fazer uma lasanha caseira e congele-a também!
São dois excelentes exemplos, assim só suja panelas uma vez, só gasta gás uma vez, e só se preocupa com o jantar uma vez, as próximas vezes vai parecer que foi ao Take-Away.

Artigo originalmente escrito para a minha crónica no site E-Konomista.pt, em 2014

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *