Como poupar com pouco dinheiro

Dicas essenciais para vingar no mundo das poupanças, mesmo ganhando pouco!

Poupar, pode ser mais fácil ou mais difícil, depende das circunstâncias.
Com um orçamento maior, a tarefa deixa de ser tão complicada e passa somente por uma questão de gestão de tempo e stock, mas quando o assunto é poupar com um orçamento mínimo, fica mais complicado.
Para quem vive esta situação, aqui ficam algumas dicas de como poderão poupar, mesmo que o dinheiro seja pouco:

 

Registe todas as suas despesas.
Comece por fazê-lo durante um mês, no final do mesmo, perceberá facilmente quanto gasta, onde e porquê.
Com isto, chegará a conclusões que serão bem mais benéficas do que aquilo que possa imaginar, já que com este tipo de dados a sua gestão de contas, a partir de agora, será completamente diferente;

 

– O motivo do gasto é deveras importante, se é um bem de primeira necessidade não pode ser cortado, se é um gasto esporádico (consulta médica, um livro escolar, por exemplo) saberá que no mês seguinte será menos esse.
Por fim, se for um vício, está na hora de acabar com ele;

 

– Em casos de pouco dinheiro e com pretensão de poupar, não podem existir vícios, nomeadamente tabaco, café na pastelaria todos os dias, pequeno-almoço fora de casa, entre outras acções, que acabam por ser pequenos pormenores, que simplesmente não encaixam na rotina de uma família com um orçamento reduzido;

 

– Viva conforme o seu padrão de vida, esqueça as aparências.
Se não pode ter um casaco de marca, compra outro mais em conta, o que interessa é perceber que não está em situação de esbanjar;

 

Dê prioridade ao pagamento das suas dívidas.
O não cumprimento de prestações como cartão de crédito, carro, casa, água, luz, etc pode ter consequências desastrosas num futuro próximo;

 

– Realizados os pagamentos prioritários, a consciência tranquila nesse aspecto, passa então para os bens alimentícios.
Procurando nos supermercados, estudando folhetos, pesquisando em blogues, hoje em dia existem imensas formas de poupar também nos bens essenciais.

 

– Procure vales de desconto, registe-se em sites de marcas, compre revistas com cupões de desconto e faça cartões de fidelidade das várias lojas que costuma frequentar, todas estas técnicas o farão poupar imenso e reduzir assim o seu orçamento, no que toca a supermercado;

 

– Caso a sua zona o permita, prefira os transportes públicos.
Preferir este serviço do que usufruir de um automóvel, revelar-se-á uma poupança bastante significativa.

 

E para terminar, deixo-o com o pensamento mais importante para chegar à poupança desejada:
O que quero? Qual o meu principal objectivo?
Com base nas respostas obtidas, pode então iniciar a dica que acha mais indicada para o objectivo pretendido.

Artigo originalmente escrito para a minha crónica no E-Konomista.pt, em 2014

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *