Como dobrar meias e cuecas

Como dobrar meias e cuecas à la Marie Kondo? Ou método japonês?
A japonesa Marie Kondo está mesmo a revolucionar o mundo da arrumação.
E não é que a parte do dobrar seja muito diferente do que estamos habituados, a questão passa mesmo pela disposição e também pelo facto de ela dobrar a peça até ficar quase “minúscula” (e não, não amarrota).
Já falei desta arrumação AQUI e também já comprei o livro dela, é viciante e lê-se muito bem!

Resolvi começar pelo mais simples, e primeiro arrumei toda a roupa dos meus fihotes.

E hoje pus-me a arrumar finalmente meias e cuecas dos miúdos.
Não só porque realmente precisava, mas também porque centenas de seguidores me perguntaram como dobrar e arrumar meias e cuecas sem ser uma confusão, e resolvi testar por mim mesma.

Fiz esta arrumação em direto no meu Instagram (ainda a podem ver nos stories ou se já não forem a tempo, no meu feed há um destaque, o desenho é um cabide de roupa e por lá está tudo o que é relacionado com arrumação, inclusive como dobrar meias e cuecas).

A adesão foi imediata, comecei a receber imensas fotos e mensagens de pessoas que se inspiraram naquele momento e aderiram logo.

A forma de dobrar é muito simples, aqui vos deixo os exemplos, retirados do livro “Alegria” da própria Marie Kondo :

Esta é uma das formas de dobrar cuecas, mas deixei outra também muito boa no meu Instagram
As meias são super simples de dobrar e a arrumação no fim fica linda.

Grandes vantagens de método:

  • Ganhamos mais espaço, é garantido. 
  • É bom ter tudo arrumado e ao mesmo tempo bonito
  • Todas estas peças vão ficar à vista, portanto o processo da escolha é muito mais rápido
  • A tendência para a desarrumação será bem menor
  • Só custa começar, depois da técnica de arrumação implantada é só mantê-la
Mas nem só de vantagens vive esta arrumação Marie Kondo, deixo-vos a minha opinião:
  • Para dar início ao processo, convém não só dobrar da forma que a Marie
    Kondo indica (podem ver como dobrei nos meus stories de Instagram), mas
    também desfazerem-se logo de coisas que já não usam ou já não servem.
  • Para mim este dobrar de roupa é mais trabalhoso que o meu habitual.
    E acaba por demorar um pouco mais mas depois compensa.

Entretanto, prometo daqui a um mês dar feedback e contar se vou continuar com o método e se realmente continua a ser prático.
Mas acredito que veio para ficar.

Vejam também o artigo que escrevi sobre a arrumação flutuante de detergentes

 

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *