Acabar com as dívidas em 5 passos

Ter dívidas não é nada agradável, presumo aliás, que seja um grande entrave à felicidade plena e também à poupança.

Devo dizer que um dos principais motivos que me fez começar a poupar foi exatamente o de nunca ter dívidas (daquelas que nos tiram o sono).

Não ter de contar tostões e saber que pelo menos as contas do mês serão pagas, sempre foi um objetivo de vida. 

E Também porque para alguém que tem uma ou mais dívidas, é difícil começar a pensar em investir ou até poupar.

Por esse motivo, acho importante que saibam como sair duma dívida o mais rápido possível e assim não viverem preocupados com a próxima prestação.

portanto, resolvi criar um sistema de cinco passos para vos ajudar a fazer exatamente isso:

  • Passos 1: descubra quanto tem de dívida

Existem muitas pessoas que não fazem isto e continuam a pagar cegamente todas as contas que chegam sem nenhum plano estratégico.

Pode ser doloroso saber a verdade, mas é um passo importante. E este será o começo do fim.

Depois de saberem quanto devem, o próximo passo para aprender a sair da dívida é …

  • Passo 2: decida o que pagar primeiro

Agora estão prontos para atacar estrategicamente a vossa dívida.
Para fazer isso, é necessário priorizar quais as dívidas que pagarão em primeiro lugar com base na taxa de juros.

Ou seja, vão querer pagar o empréstimo com a maior taxa de juros primeiro. Depois de decidirem o que devem priorizar, é hora de criar um plano de ataque.

  • Passo 3: elimine a tentação

Se querem pagar a vossa dívida então não podem adicionar mais nada .
O objetivo é remover toda a tentação de usar os cartões de crédito novamente até que estejam sem dívidas.

  • Passo 4: decida como pagará a sua dívida

Se seguiram este caminho até aqui, provavelmente estão a pensar: “Isso é tudo muito bonito e tal, mas onde é que vou conseguir o dinheiro para pagar as dívidas?”

Eu recomendo, entre outras, estas quatro ideias:

Faça um orçamento para saber exatamente quanto dinheiro sobra no final do mês;

Reduza ao máximo as despesas/gastos;

Cancele subscrições que não utiliza/precisa;

Tente arranjar um rendimento extra

 

  • Passo 5: mude os seus velhos hábitos de consumo

Este passo está diretamente ligado ao passo anterior.

As pessoas são criaturas de hábitos e gastar dinheiro não é exceção.
Fazer compras nas mesmas lojas, comer nos mesmos restaurantes é confortável, sim, mas se está a custar mais do que pode suportar financeiramente é hora de mudar.
Se não mudarem os vossos hábitos, nunca vão sair da dívida.

Não deixem de ver aqui as dicas para usar cartões de créditos sem se endividarem.

Espero ter ajudado de alguma forma, tentem testar alguns destes passos, tenho certeza que podem resultar.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *