5 maneiras de se enganar a si próprio e poupar

Com salários baixos e custo elevados, não é fácil poupar dinheiro. 

Deixo cinco maneiras de se “enganar” a si próprio e poupar mais. 
Podendo até ser um desafio giro para fazer em família.

  1. O piloto automático

Já ouviu a frase, “primeiro pague-se a si mesmo?”
É o melhor truque para adotar o hábito de poupar.
Tal como faz para pagar as suas contas, estabeleça também um valor mensal (à medida daquilo que as suas despesas permitem, 10 ou 20€ servem) e faça uma transferência automática para uma conta separada só para poupar esse montante.
Há quem tenha PPR, mas pode ter uma conta normal e utilizar tipo fundo de emergência (ex: avarias de carro, médico, etc) ou para algo divertido (quem estiver mais à vontade com um bom salário) como uma viagem.
Ao fazer isto, não ficará tentado a gastar o dinheiro porque não o tem todo disponível..

  1. Fique com o troco
Esvazie a sua carteira de trocos uma vez por semana dentro de um frasco e peça à família toda para estar envolvida.
Se tiver filhos, peça que desenhe uma imagem do que você fará com o dinheiro, assim que o frasco estiver cheio. Ou não, simplesmente poupe algum usando este sistema.
  1. Esqueça o subsídio/aumento

Antes de gastar todo o seu subsídio ou aumento, coloque-o (todo ou parcial – depende da situação e circunstâncias) em direção a algo que é importante para si.
Transferia o dinheiro para a tal conta mencionado na dica nº1.

  1. Mantenha o costume

Levou anos, mas finalmente pagou o seu carro.
Em vez de ficar tentado a gastar o dinheiro extra que agora tem todos os meses, finja que ainda tem este pagamento.
Nunca mais me esqueço quando há uns anos um casal amigo com algumas dificuldades, comprou um carro novinho em folha.
Eu não lhes disse nada, mas ele disse-me logo “Já percebi que o dinheiro desaparece na mesma, assim ao menos daqui a 4 anos tenho carro pago”.
Fez-me muito sentido, por isso esta é uma dica a considerar. 

  1. Achado não é roubado

Todos nós já encontramos dinheiro: no nosso casaco de inverno do ano passado, numa carteira antiga, no bolso de umas calças…etc.
Em vez gastar o dinheiro achado, coloque-o na “poupança”.

Espero que tenham gostado destas dicas e que se “enganem” imenso a poupar 😀

 

 

Relacionados

4 thoughts on “5 maneiras de se enganar a si próprio e poupar”

  1. Janine, embora desempregada e com subsidio de desemprego,mas mesmo assim tiro todos os meses uma quantia e coloco num mealheiro de barro que só abre, partindo, isto durante um ano, vai do Senhor de Matosinhos 2017 até ao Sr. de Matosinhos 2018, depois irá para o banco, para uma eventualidade, mas acho que já lhe tinha contado isto.
    Beijinhos

  2. Fui educada assim, ganhas quinhentos gastas 400, sei que às vezes não é muito fácil para algumas pessoas e eu tenho a vantagem de viver com os meus pais, contudo todas as despesas da minha filha são minhas, Centro de Estudos, livros, material, roupa,escuteiros,mesada etc, e outras despesas de casa tal como, condomínio, fibra, internet, pois a que foi colocada cá em baixo não chega ao 2º andar, algumas compras, se saía mais agora saio menos, também tenho tanto que fazer em casa:)
    Beijinhos

    1. É isso mesmo minha querida! Também sempre me ensinaram que o dinheiro custava a ganhar e que não era para esbanjar, tenho muito orgulho desses valores passados, cá em casa nunca ganhamos milhares, foi sempre ordenados normais, e ambos tínhamos trabalhos extra, para poupar algum e depois fazermos ou algo que gostávamos ou ter um pé de meia para alguma eventualidade :-* Beijinho grande Paula

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *